Manual básico de técnica na bike

Essa matéria, tem objetivo de ajudar atletas inexperientes e quem sabe também em algum detalhe ou outro ajudar atletas experientes também em várias situações em cima da bike dentro de trilhas e momentos que exigem mais atenção, confira:

Curvas:

Ex., uma curva pra direita, como e seu posicionamento? O correto é ter o pé do lado da curva, sempre pra cima e o oposto sempre pra baixo fazendo contra peso. Dedos nos freios preparados pra qualquer emergência, cabeça alta olhando pra frente, nunca pra baixo, sempre que puder antecipe situações, e lembre, a bike vai para onde olhos tão vendo;

Descidas sem pedalar:

Nas Descidas, o ideal e seguro é ficar de pé, pernas e braços flexionados, mãos firmes, pés paralelos, olhando pra frente sempre. descidas técnicas, bunda atrás do selim, dedos nos freios prontos para uma emergência, braços firmando bem à frente da bike, pés paralelos e sempre que puder troque a “base”, cada descida que tiver oportunidade, desça com um dos pés na frente pra não ficar sempre na mesma posição e tornar as situações mais naturais.

Freios:

Sobre freios, o dianteiro para a bike e o traseiro diminui velocidade, sempre assim se travar a de trás, vai escorregar e perder estabilidade, ainda assim e mais fácil controlar do q perder a frente, se perder a frente já era.

Riscos de perder a frente da bike

Como perder a frente? usando mais freio dianteiro que traseiro, freando em cima da curva, escorregando em off camber (geralmente porque está olhando pra baixo e não pra frente, ai não consegue antecipar situações) e raízes molhadas;

Suspensão:

A suspensão tem que trabalhar, você tem que forçar mais os braços pra firmar mais a frente e sempre q der tira a roda da frente do chão pra transpor alguns obstáculos, pra tirar a roda dianteira, não apenas puxe, mas sim, sempre que possível, primeiro empurre pra baixo e puxe pra cima. o movimento da suspensão vai te ajudar a levar a roda mais alta.

 Pra treinar essas teorias, tem que ir pra pratica sempre q tiver oportunidade!

Persista, insista. A repetição até a exaustão traz a perfeição!

Não deu pra descer, volta lá e tenta de novo, e de novo e de novo e quantas vezes precisar.

O principal não falei. Conheça sua bike, teste calibragens diferentes de pneus e suspensão(ões) cada situação e uma, calibre sempre sua suspensão e faça o sag (usando o peso do corpo, ela deve descer apenas 20%) e regule o retorno dela de acordo com o que você gosta, mais rápida, mais lenta, mais macia, mais dura. e pneus pra cada tipo de terreno e uma calibragem.

Se vai andar em estradão, não tem porque andar de pneu murcho, se tem trilha abaixa um pouco a calibragem e vai testando e encontrando a melhor forma, a suspa deve ser calibrada de tempos em tempos e já deixando retorno preparado pra andar em qualquer situação, já o pneu e mais fácil manipular a calibragem antes de cada treino

Vença seus medos!

Gabriel Salgado

@gabrielsalgadox

Formado em Educação Física, pós graduado e especialista em treinamento esportivo, especialista em treinamento com potencia, bike fit, avaliação física, treinamento funcional e reabilitação esportiva, além de ser atleta a 10 anos.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
WhatsApp chat